Sobre                        Contato                        Arquivo

Contribuição compulsória: aposentados são descontados sem saber e sindicatos faturam milhões

O Globo, 21/07/10


APOSENTADOS

Ações contra Previdência estimulam sindicalização

Entidades prometem incluir aposentados que se filiem na lista de beneficiados em causas vitoriosas

Geralda Doca

BRASÍLIA - O grande chamariz para atrair os aposentados são as ações judiciais que os sindicatos patrocinam contra o INSS, pedindo a correção do valor do benefício - uma estratégia praticada tanto por sindicatos nacionais quanto por associações locais. Para divulgar essas ações, dirigentes sindicais usam os jornais (próprios ou não), com a promessa de incluir os segurados na lista dos beneficiários em caso de ganho de causa. Como contrapartida, exigem que os interessados se tornem filiados e autorizem o desconto da mensalidade sindical, diretamente da aposentadoria.

O Sindicato de Aposentados da Força Sindical, por exemplo, tem um jornal mensal, que é divulgado nos postos do INSS, em bancos e nas sedes e subsedes da entidade nos estados. A entidade é uma das poucas que têm filiados diretos; a maioria faz parte de um sistema de federação, confederação, sindicatos e associações locais, que captam o filiados.

Promessa de aposentadoria rural em troca de filiação e desconto

No caso da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag) - entidade que mais fatura com os descontos em folha e tem a maior mensalidade (2%) -, seus sindicatos filiados prometem aposentadoria rural em troca da filiação e desconto direto no valor do benefício.

- O desconto em folha é mais cômodo para o aposentado - afirmou o presidente da Contag, Alberto Broch.

Mas o desconto também é mais cômodo para as entidades, que admitem dificuldades em receber as mensalidades pelo sistema bancário:

- Receber o boleto nem sempre é fácil. Muitas vezes os aposentados esquecem de pagar, e fica por isso mesmo - diz o presidente do Sindicato da Força, João Inocentini.

Além de serviços jurídicos gratuitos, as entidades oferecem, de maneira geral, facilidades aos aposentados como descontos em farmácias, consultas, exames médicos e até excursões, via convênios locais.

Mensalidade dá direito a descontos e serviço jurídico

Filiado à Associação dos Aposentados e Pensionistas de Campo Grande, ligada à Confederação Brasileira de Aposentados (Cobap), Alcides dos Santos Ribeiro desconta R$16 todo mês a favor da entidade. Diz que compensa porque tem direito a descontos nas despesas com saúde, na cidade onde mora.

Mas, para ele, o que mais motiva são os serviços jurídicos prestados pela entidade:

- O forte é a defesa dos direitos na Justiça. Vou entrar agora numa ação pela proporcionalidade da aposentadoria (quem se aposentou com menos de 35 anos de contribuição) - diz.

estado-sociedade · aposentadoria, contribuição sindical, sindicato
Enviar   Imprimir   Fonte
Página 2 de 2  < 1 2

Corrupção de Sarney a Lula

image O ebook Corrupção de Sarney a Lula pode ser baixado gratuitamente em três formatos: PDF (para imprimir), EPUB (para iPad) e MOBI (para Kindle). Uma versão em inglês (capa acima) está a venda na Amazon.com.

Posts recentes


Terceiras vias

Não duvido que exista uma maioria social conservadora no Brasil. Mas duvido que ela venha a desembocar numa terceira via política. Acho mais fácil que desague em diferentes partidos, existentes ou que venham a ser criados.

Sozinha

63% dos que estavam na manifestação da Av. Paulista na sexta-feira, 13 acham que Dilma Rousseff sabia do Petrolão.

Contrição

Ricardo Berzoini, em entrevista à Folha de S.Paulo, admitiu: - Nosso erro foi termos nos comunicado mal.

Depenada

Se e quando vier o impeachment, será só para tirar o cargo de Dilma. O poder ela está perdendo dia a dia, numa velocidade espantosa.

FHC não vê saída

"Nós já vimos outras fases assim, quando os governos vão cozinhando em fogo brando. A novidade é que a sociedade esta mais inquieta, mais ativa. Se os partidos e os líderes políticos não responderem, eles perdem força."

Dilma agora pede razões para o ‪‎impeachment‬

Aí vão três: ela sabia do Petrolão e não fez nada para parar; 2) ela se beneficiou do esquema como candidata e fachada de Lula; 3) ela não as mínimas condições de reverter o desastre econômico que ela e Lula provocaram.

A lista de Moro

Por falar em organização criminosa, lembrem-se que o chefão não entrou na lista do Janot porque não precisava. Como ex-presidente, ele não tem fôro privilegiado.

Lambe e morde

Lula e sua turma recorrem ao mesmo método que usaram no mensalão para plantar dúvidas e confusão no campo do adversário.

Duas perguntas

Pelo menos duas suspeitas, se comprovadas, podem dar base legal ao impeachment de Dilma: Ela sabia do petrolão? Foi beneficiada?

Alívio ou maldição?

Dilma foi excluída da lista de Janot, não por falta de indícios de culpa, mas por uma tecnicalidade: enquanto for presidente, ela não pode ser investigada por atos anteriores ao seu mandato.

Grosseira

Dá para entender por que Dilma se incomodou com a declaração de Joaquim Levy sobre o fim de desonerações tributárias. Foi ela que promoveu as tais desonerações. Mas como desfaze-las sem admitir que foram mal feitas?

A Grécia vai ou fica?

A União Européia impôs à Grécia sacrifícios insuportáveis. Mas abrir negociação com o novo governo grego pode ter um efeito-demonstração complicado, agravando a incerteza sobre o futuro do Euro. Justiça, nesses casos, não costuma ser a maior preocupação de quem detém o poder

Um pouco de socialismo real

Tony Judt, em Postwar, cap. XVIII, p. 579, descreve as engrenagens da derrocada econômica do bloco soviético.

Chances do voto distrital

Convergência de José Serra e Michel Temer é bom sinal para as chances do voto distrital. Os dois participaram ontem de um debate sobre reforma política política no Instituto Brasiliense de Direito Público.
Mais posts